Restauro da Estátua da Liberdade

São anos de luta, começou em 2009, depois a visita de dois secertários de governo, promessas do prefeito, subprefeito e finalmente a impresa deu uma força.

No meu primeiro encontro com o Secretário de Conservação Marcus Belchior, em uma audiência pública organizada pela Subprefeitura da Zona Oeste, Belchior se comprometeu publicamente em restaurar a estátua.

Só que eu já tinha feito a solicitação e tinha o número de protocolo para controlar o andamento da situação. Só que infelizmente o poder público muita das vezes não ouve o cidadão, enviei vários e-mails para obter informações e até hoje nenhuma resposta. Vários parlamentares entrevistei nos primeiros seis meses do ano e nenhum demostrou interesse pelo restauro da estátua.

Foi ai que conversando via facebook com o jornalista Fernando Molica, informei que ainda não tinha acontecido o restauro e agradeci por em 2010 ele cobrar das autoridades. Então em junho de 2013 ele publicou na coluna dele o abandono da estátua.

Assim foi possível descobrir que a Secretaria de Conservação ia abrir licitação para o restauro da estátua. No mesmo mês eu recebi via celular um número de protocolo que se encontra em licitação o monumento. Depois disse, como sou pesquisador dos monumentos da cidade, onde tenho o cadastro de nossas obras de artes no site www.monumentosdorio.com.br, fui convidado pelo Jornal Extra para visitar os monumentos da Zona Oeste. A primeira obra de arte foi a nossa estátua da Liberdade. Essa publicação saiu no domingo dia 14 de julho de 2013 e foi informado que já tinha finalizado o orçamento para o restauro da estátua.

Finalmente esse é a boa resposta, só que continuamos sem saber quando e precisando de informações. Os órgãos públicos sempre distantes dos moradores da Zona Oeste, não somos ouvidos, se não for a imprensa para denunciar o abandono tem que ser através de algum político. Infelizmente no dia que for inaugurado o restauro da estátua, vai ter muitos dizendo que lutou pela recuperação do monumento. O povo é que tem o poder da decisão, quando você se organiza, as coisas acontece e deveria ser assim sempre.